29 de fev de 2008

Te Olhar de Longe


Te vejo de longe,
E é bem perto do medo
Onde sempre me escondo.

Me falta coragem,
As vezes penso: é bobagem.
Mas logo me desentendo.

A minha dificuldade
Vem da ansiedade
De contigo ficar pro resto da vida.

Assumo parte da culpa,
Mas a outra metade
É culpa de ser tão linda.

Assumo até a vontade:
Te ter de verdade
É o que eu mais quero, querida.

Mas esse tal do medo
Não me deixa tentar.
Não me deixa tentar.

Só me deixa te olhar de longe.
Te olhar de longe.
Te olhar de longe...