30 de jun de 2015

Uma carta de amor

Escrevi uma carta de amor tão bonita, que enderecei minha carta de amor para mim. Era uma carta, de amor, tão somente de amor, que não tinha nem selo, nem lacre, nem choro, nem dúvidas. Era uma carta de amor, simplesmente, que só tinha envelope, também todo feito de amor, e uma carta. Uma carta de amor do começo ao fim. Escrevi uma carta, que era uma carta de amor, do amor que eu sentia por mim.

Princípios

Onde não
tiver amor
seja o
primeiro.



22 de jun de 2015

Quando escurece

Quando
escurece,
Eu gosto
de ficar
contigo
porque
no escuro
sô o nosso
amor
que se
vê.


Onde

Onde 
não tiver você
eu passo.

E onde 
não tiver amor, 
tiver você, 
pode deixar
que amor
eu faço



19 de jun de 2015

Troverso

às vezes tropeço
em
meus
próprios
versos
e de verso em verso
eu vou troversando
até cair de cara
em ti.



17 de jun de 2015

Convite

Meus caros, semana que vem estarei em São Paulo para o lançamento do meu livro. Será no Shopping Eldorado e será também um prazer imenso ver vocês por lá. Amigos, família, leitores, artistas, o convite é para todos vocês. Beijos, Lucão.



14 de jun de 2015

Alívio

Pensar
Um pouquinho
Em você
É deixar de pensar
Em quase tudo
Que eu tenho
Que pensar
Só pra não
Pensar em você
O tempo
Todo.


13 de jun de 2015

Poligamicamente

Hoje, eu acordei
Poligamicamente
apaixonado por você.
querendo te amar
e te trair contigo,
Só pra te amar
e te esquecer
quando eu pensar
na outra, que é
você.


7 de jun de 2015

Cobertores curtos

No inverno,
Para esquentar
O seu amor, compre
Cobertores curtos.
Cobertores curtos
Com abraços longos
Esquentam mais
Que qualquer
Edredom


3 de jun de 2015

Mil mortes de amor

Sou do tipo
Que morre por
Qualquer amor.
Pois eu prefiro
Mil mortes de amor
Consecutivas
Que uma vida
Que, a penas,
Dura.