28 de jun de 2012

Silêncio e ruído

.
.
.

Um comentário:

Anônimo disse...

A saudade de um silencio doí no coração devagarinho eu cato cada grão, eu