4 de nov de 2015

Prolongar as coisas

Amar
é criar infinitos
para as coisas
breves
morarem.


Nenhum comentário: