8 de mai de 2010

Notas Sobre a Minha Condição


12 comentários:

Raquel de Carvalho disse...

Nem pouco, nem demais... na medida certaaaa, ao pontoooo!!!!

Mas seus versinhos sim... excessivamente adoráveis!!!!

Muito bom, Lucão!
Beijão!!!

disse...

Ahh mas o mais legal da vida é achar justamente o meio termo rs to eternamente buscando o meu rs aliás dá até pra tentar transformar seu poema numa versão feminina quem sabe? kkk
Adorei!! (Como sempre!)

Anônimo disse...

Bacana, Lucão!

Beijinho doce em ti.

Rubo Medina disse...

É humano. É coerente. É o equilíbrio. E é como sempre, uma agradabilíssima leitura, Lucas.
Abração, bom fds.

Obs.: to te esperando com o MEU TESOURO (poesia) lá no Canto do Escritor.

Michele P. disse...

Sinto inveja dos seus escritos, sempre belos, sempre perfeitos.

PS: A(provei)a mudança de foto. rs

Beijocas

Anônimo disse...

Tão igual a todo mundo. E tão diferente...

Beijo, Lucão.

Sentimental ♥ disse...

mediano pra uns altíssimo padrão pra outras... mas mediano está de bom tamanho.
bjs

Alfredo Carvalho disse...

Rapaz... muito bom.
=D

Anônimo disse...

Lucão ao ponto, por favor! Hahaha!

Anônimo disse...

Estamos aí Lucão!
Você como sempre, não perde o tom! =)

Abraços meu camarada!

Bruna Célia disse...

vc não é mediano. Nem um pouco.

Lucão disse...

:)
coisa boa!
obrigado a todos, que com um jeitinho aqui, outro ali, sempre acertam nas palavras por aqui e me deixam bem por demais
:P