2 de fev de 2010

Atalho

Pegou um atalho,
Saiu na Rua União.
Só percebeu o ato falho
Quando foi multado
Por excesso de solidão.

7 comentários:

Day disse...

Ei Lucão!! Tá ficando cada vez melhor isso aqui hein?? Amei o cão tristeza também =) beijos

Lucas Gondim disse...

Muito bom xará! Gostei.

Clarissa disse...

eu tb gostei!

Fouad Talal disse...

Fantástica!
Recentemente postei um fragmento sobre a solidão também, minha "companheira"..

Abraço camarada!

Rubo Medina disse...

Lucas, preciso pegar uma carona (sem atalho) para descobrir qual a figura que vc usou para eu entender melhor o poema... rs. Abraços.

Day disse...

Ei Lucas, me desculpe, não respondi mesmo =x Mas então aquela frase é parte de uma música do Los Hermanos. Gosto muito daquela passagem. Quanto a solidão, ah, nem falo muita coisa, sou suspeita pra falar de algo que conheço tão bem. Abração!!!

tanatus disse...

poesia simples e ao mesmo tempo profunda...
de um lirismo ímpar...
gostei...
abraços...
tanatus