11 de fev de 2010

Notícia Cabeluda

Careca de Saber
Usou peruca.
Morreu numa arapuca.

9 comentários:

Felipe Homsi disse...

Lucão, o que posso dizer da sua criatividade? Ela é um tanto publicitária, com pitadas de poesia. Depois de tudo, parece que você ainda junta um pouco de sensibilidade, e voilá, tá pronto. Parabéns!

Susyanne Alves disse...

Funny!
Mas virei fã mesmo foi de encontro das águas.

bjs

Day disse...

Ei lucão!! valeu as dicas viu??! mto bom seu comentário, quanto a este seu novo post, gostei mto foi da figura!! hehe Beijão

Vera - amando a VIDA sempre! disse...

Olá, LUCÃO, tudo bem?
Estou sempre visitando o teu criativo blog. Já aprendi muito.
És mesmo um poetaço, com agilidade
de pensamento, mas sem perder a sensibilidade. Mas...nada de morte ao careca, pois eles são lindos, com aquele ar intelectualizado. Como diria Florentino Ariza:(*)
Porque dar tanto crédito à morte, quando a vida pode ser ( e é mesmo)
INFINITA ???
Todo o careca é forte
E engana a Dona Morte
O cara tem... é muita Sorte!!!
Hehehehehe. Beijo LUCÃO
e bom Carnaval, guri. Vera

(*) Florentino Ariza - personagem
do livro - O Amor nos Tempos do Cólera - de Gabriel Garcia Márques.
O carinha espero 50 anos pelo amor
de Fermina Daza. Isto que é persistência, heim ???

Lucas Gondim disse...

eita xará, me identifico mais do que gostaria com esse texto. hehehe.

Lucão disse...

Então a peruca serviu, xará? hehehe
que blz. valeu Day, Lucas G., Vera, Sussy e Felipão.
Sempre bom vocês por aqui.

Abraços

Fouad Talal disse...

Fala Lucão!

Estamos aí meu velho... pulando o carnaval do lado de dentro e do lado de fora... as vezes dentro da gente fica mais pra missa de sétimo dia... rsrsrs... é o calendário... fazer o q?

Abraços!

Ana disse...

É todo mundo tem um medo.... rs. criatividade 1000 :) muiiiito bom! :*

Rubo Medina disse...

Pura verdade. No fundo, todos nós temos medo de alguma coisa.
Abraços, Lucas.