4 de mar de 2010

Errante














Eu pensei 

Que fosse herói.
Eu tentei,
Mas vi que dói.

Eu pensei 

Que fosse santo.
Eu rezei,
Mas nem foi tanto.

Eu pensei

Que fosse forte.
Me esforcei,
Mas faltou porte.

Eu pensei

Que fosse amante.
Mal tentei,
Virei errante.

12 comentários:

Lucas Gondim disse...

Tá ficando bom nesse negócio xará! gostei do texto.

Clarissa disse...

gostei MT.
bjs

Emerson disse...

cara mto bom esse texto, me identifiquei nao sei porque ... rssss

Emerson disse...

cara mto bom esse texto, me identifiquei nao sei porque ... rssss

Lilian disse...

Nós somos amadores tudo aqui é improviso.
Amar se aprende amando (e errando tbm)
Beijos.

Mariah disse...

achei lindo demais esse texto seu...se permitir gostaria de postar lá na casinha...com os devidos créditos é claro!
beijos bicudos...

Mariah disse...

oi luquinha
passei e roubei
publico amanhã
com os devidos créditos

beijos e obrigada

Lucão disse...

A gente pensa tudo errado e pra errar a gente sabe fazer certim hehe
É bem mais fácil.
;)

Mai disse...

Este eu li na Mariah e foi de lá que eu vim.

Muito bom!
Luz no fim do túnel é encontrar poetas assim como tu.
abraço e bom final de semana.

Luna Sanchez disse...

O importante é arriscar, né? Uma hora, vai. ;)

Beijo.

ℓυηα

Sentimental ♥ disse...

cheguei aqui pela Mariah.
ótima surpresa seu blog.
bjs

Vera Celms disse...

sou sua fã, já te contei? adorei mais esse... acho que estou me repetindo demais... docinho... beijoka